quarta-feira, 30 de julho de 2014

Conselho

Houve uma rapariga que me mandou um email a pedir ajuda, e diz isto:
"oi, queria pedir-te um conselho, se calhar tu nao tens tempo para me aturar, mas mesmo assim, nao custa tentar.e assim, eu desde sempre que sou gozada por toda a gente devido ao facto de nao ter aquilo que esta na moda e tambem devido ao mesmo estilo (de vestir) entao a pouco tempo comecei-me a cortar, sempre disse que nao o iria fazer, mas a verdade e que o fiz. numa semana e a terceira vez que me corto, li o teu blog desde o inicio e fiquei a admirar-te muito, pela tua força, pela tua luta, sei la, por tudo. por isso queria que me disse-ses alguma maneira de nao me voltar a cortar, pq como tu disseste isto torna-se num vicio e eu nao queria entrar nele, infelizmente dei o primeiro passo para entrar, que foi cortar-me a primeira vez. que achas que eu possa fazer? e que ja me apercebi que isto se torna mesmo num vicio, qualquer coisa fico logo com vontade de o fazer. obrigada se responderes. beijinhos"
Vais ser apelidada aqui como "someone", depois, eu nunca negaria dar um conselho a alguém que precisa-se, digo uma vez mais, podem-me escrever sempre que quiserem ou precisarem, agradeço também a tua admiração "por mim", mas ainda tenho um longo caminho para percorrer.
Continuando... Someone, independentemente do teu estilo não deves ligar ao que os outros dizem, deves fazer um esforço para os ignorar, eu sei que é dificil, mas não te podes mostrar afectada pelo que eles dizem, cada um é como é, muitas vezes somos obrigados a ter o estilo que temos porque ou não temos possibilidade económica ou não temos corpo para ter outro diferente, eu não sei se és rica ou pobre, se és gorda ou magra, por isso, independentemente dos outros, ama-te como és, confia em ti própria, considera aqueles que gozam como sendo fãs revoltados, acredita já é uma ajuda. Quanto á auto-mutilação, certamente tens alguma amiga ou amigo em quem possas confiar, desabafa com ela/ele, não quer dizer que lhe fales nos cortes, mas, acredita, falar com alguém ajuda a ficarmos mais aliviados. Tenta descobrir "técnicas" que te acalmem quando fores para pegar nalguma lâmina, tipo respirar bem fundo várias vezes, contar até 10, não sei, isso comigo resultou, mas cada pessoa é uma pessoa, aquilo que resulta comigo pode não resultar contigo. Olha outra coisa que a mim também me ajudou, apoiar-me na música, a música acalma e muitas vezes alegra-nos... Tenta fazer isso que te disse e se vires que não está a resultar, só tu te conheces melhor do que ninguém, procura encontrar técnicas que façam esquecer a lâmina. Ainda vais a tempo de fugir desse caminho, ainda por cima pareces não querer mesmo entrar nele.
Não sei se te ajudei, por vezes quando não conhecemos as pessoas torna-se um pouco dificil de dar-lhes conselhos, especialmente quando se trata de arranjar técnicas para fugir ao vicio da auto-mutilação, como disse á pouco, o que resultou comigo pode não resultar contigo... Bem boa sorte para o futuro e espero novidades. Já sabes quando precisares podes-me escrever, estou aqui para ajudar. Beijocas


Quando ao resto do pessoal, eu publiquei aqui isto porque, infelizmente há muita gente com este tipo de problemas, apesar de não conseguir dar soluções específicas para o problema, posso sempre dizer o que resultou comigo, talvez resulte com os outros, nunca se sabe.

Já sabem podem-me escrever sempre que quiserem, só não ajudo se não puder.
Kisses!*

Sem comentários:

Enviar um comentário