segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Um pouco (muito) de mim

Fotografada pelo meu pai no dia do meu Crisma, 17-11-2013.
Tenho 17 anos, nasci em Chur (Suíça) no dia 19 de Agosto de 1997 às 13:57, e sou Leão. Frequento o 11ºano no curso de Ciências e Tecnologias, o meu sonho é, desde pequenina, tornar-me pediatra, mas como as médias de acesso a medicina são muito elevadas, pondero entrar num curso de enfermagem. Adoro escrever, ler, fotografar, ouvir música (amo Bon Jovi!!!) e jogar futsal. Quando começo a ver uma boa série fico facilmente viciada.
Sempre que pedem para falar sobre mim tenho imensa dificuldade, pois não gosto muito de referir nem defeitos nem virtudes, prefiro que as pessoas tirem as suas próprias conclusões sobre mim. No entanto, há quem diga que sou inteligente e que podia ser melhor aluna se me esforçasse mais. As minhas disciplinas favoritas são Matemática, Inglês e Biologia, e aquela que menos gosto é Português (apesar de adorar escrever).
Não desisto do que quero e fico extremamente desiludida quando não alcanço um objetivo. Estou nas aulas de corpo, mas nem sempre de alma, mas gosto de participar e de tirar as minhas dúvidas. Antes dos testes, fico sempre extremamente nervosa, tenho sempre aquela sensação de que podia ter feito melhor. Antes das apresentações orais, também sinto um certo nervosismo, pois sempre fui um pouco tímida e falar perante um grupo de pessoas sempre foi algo em que tive alguma dificuldade. No que toca a fazer trabalhos de grupo não sou grande adepta, sou um pouco individualista e sempre que tenho oportunidade trabalho sozinha, pois gosto de ter controlo sobre tudo o que é feito e decidido. Por vezes tenho alguma dificuldade em aceitar opiniões de outras pessoas, mas procuro sempre tentar compreender as suas posições e arranjar solução, de modo a que toda a gente fique bem.
Odeio depender de outras pessoas. Adoro a minha família e tenho um carinho muito especial pelo meu avô. Tenho as minhas amigas, os meus amigos e se há coisa que adore é passar tempo com eles, apesar de nem sempre me ser possível. Há dias em que simplesmente não consigo parar de rir, e tudo por causa deles. Mas também sou uma pessoa que gosta de estar sozinha, e que às vezes se distancia de todos, independentemente do bem que me façam. Os meus amigos sabem que sou alguém em quem podem confiar, sou alguém que vai estar sempre lá nos bons e nos maus momentos. Gosto de provocar e sei sair das provocações quando o devo fazer. Não gosto que falem de mim nas minhas costas, e "indiretas" raramente me atingem. Quem convive comigo sabe que tenho momentos para tudo, tenho aqueles momentos onde podem brincar à vontade comigo, mas existem outros onde não suporto sequer que falem comigo. Sou complicadamente simples e racionalmente louca! Gosto de perder a cabeça, mas apenas quando é para fazer coisas boas...
Tenho uma dificuldade imensa em dizer o que sinto, em mostrar-me agradecida por tudo aquilo que tenho. Por isso faço questão que todos os que me rodeiam saberem que não é por não o dizer ou mostrar que não o sinto.  Não gosto quando me escondem alguma coisa, por mais insignificante que possa ser. Por vezes sou orgulhosa e não gosto de dar parte fraca, embora saiba distinguir quando o devo fazer e quando não devo. Digo quase sempre o que penso e sei escolher os momentos certos para o fazer, sou também muito direta e quando me irrito raramente consigo ficar calada. Sou de ideias fixas e poucas vezes me deixo influenciar. Em relação às minhas opiniões tento ser sempre assertiva e muito firme embora, por vezes, deixe de pensar racionalmente e deixe as minhas emoções interferir.

Sem comentários:

Enviar um comentário