sábado, 2 de maio de 2015

Até sempre :'(

Olá a todos!
Bem sei que já à muito tempo que não escrevo nada, mas primeiro foi o teste de matemática e depois... Bem... Depois.... Foi o meu avô... :'( O meu rei, o meu mundo, o meu tudo, ele morreu na segunda-feira á noite, foi horrível quando soube, ninguem consegue imaginar... Depois, o funeral foi na terça-feira, foi enorme, bem, não é por ele ser o meu avô, muito menos por já ter partido, mas ele era um Grande Homem, daqueles mesmo com H grande!!!
Não tenho palavras para descrever o que estou a sentir... É um vazio tão grande... É como se me faltasse algo, na realidade falta, e muito!! Falta ter o meu avô de volta... Digamos que ainda estou assim naquela fase de "isto não é real", mas a verdade é que é muito real e tento aceitar isso a todo o custo. E o pior foi na terça, é que... A pessoa que eu via naquela urna não era o meu avô, quer dizer era, mas, não parecia ele, you know? E depois... Eu tento ser forte pela minha mãe, juro que sim, mas ás vezes á noite, quando me vejo sozinha desato a chorar, eu nem sei como é que aguentei tanto tempo no dia do funeral, é que, you know, eu queria mostrar-me forte, mas tornava-se tão dificil, sei que saí varias vezes da capela para que a minha mãe e a minha madrinha não me vissem chorar, só que... Quando chegou a hora de fecharem a urna, faltaram-me as forças, eu ia indo ao chão, sinceramente nem sei quem é que me agarrou e segurou, depois foi a verdadeira "despedida", o momento do enterro, custou tanto mas tanto... A (D.) I. e o (Sr.) A. foram ao funeral, eu só me lembro de, quando já me dirigia para a saida do cemitério, eu agarrei-me á (D.) I. a chorar e lembro-me, eu só dizia "o meu avô.... o meu avô....", estava completamente desolada, esta semana tiraram-me o chão, o céu... Esta semana tiraram-me tudo...
Tinha teste de FQ na quinta, faltei, não tinha cabeça para nada... Vou fazê-lo na próxima quinta... Antes o tivesse feito esta semana, era sinal que estava tudo bem... :'( Agora vou esforçar-me ainda mais, vou dar 1000% de mim, vou fazer tudo para deixar o meu avô orgulhoso, pois sei que nada o deixaria mais feliz do que ver-me a trabalhar no que gosto.
Por agora, vou tentar ir com calma e tentar habituar-me á ideia de que nunca mais vou poder abraça-lo, sentir a sua pele,  seu cheiro, senti-lo a ele, á ideia de que nunca mais vou poder brincar com ele, que nunca mais vou poder tê-lo ao meu lado, se bem que, nunca me vou habituar... :'c

Peço desculpa a falta de qualidade... Sou eu e o meu avô! 
Agora és o sol que iluminará os meus dias e a lua que dará brilho aos meus sonhos... Descansa em paz!
Até sempre avôzinho! 

4 comentários:

  1. Olha o meu avo faleceu tinha eu 8 anos e lembro-me de tudo o que me me ensinou no pouco tempo que tive com ele e AINDA hoje sinto saudades dele. Ainda hoje senti que me faz falta aquela figura. Mas não acho que seja um até sempre... É um até já.
    Agora, agora vai ser normal chorares, ficares revoltada e sentires esse vazio (que nunca vai desaparecer) mas que ao longo do tempo vais conseguindo colocar tudo o que ele te ensinou ali e aí, vai-te vai encher de coragem para seguir em frente.
    Beijinho e força *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei disso, infelizmente é o ciclo da vida, mas quero acreditar que ele agora está bem, apesar das saudades serem cada vez mais.
      Beijinhos e obrigada*

      Eliminar
  2. Já passei por este turbilhão de emoções que estás a passar há um ano atrás... Nos primeiros tempos era muito revoltante não a ter por perto, mas a vida tem que continuar.Chorava nas aulas porque nessa semana que a minha avõ morreu eu tinha testes e não dava mesmo para faltar.Era e é um grande vazio que ainda sinto cá dentro mas épa.Mas aprendi muitas coisas com ela que nunca vou esquecer,os conselhos as ajudas com os meus pais para eles deixarem-me fazer alguma coisas era a ela que eu recorria.
    Agora sempre que vou a minha a zona da minha antiga escola primaria lembrou-me das vezes em que ela ia buscar-me as vezes que levou à minha mochila mesmo eu dizendo que não era preciso ela carrega.Essa dor que sente há de passsar és forte.
    Espero que já estejas melhor bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei disso tudo, mas sabes... O que mais me custa e que me está a revoltar é não ter passado o último aniversário dele com ele... O que revolta é ele, no fim de uma vida de trabalho, não poder ter aproveitado a velhice em condições como tanto merecia por causa da porcaria do alzheimer... O que me faz ter saudades é tudo o que ele era! O que me faz falta é não o poder abraçar, de não poder sentir mais o seu toque, enfim, o que me faz mais falta é não poder tê-lo ao pé de mim.
      Obrigada pelo apoio
      Beijinhos**

      Eliminar