domingo, 1 de novembro de 2015

Bebedeiras


Bem, a noite passada tive a festa de Halloween da Comissão de Finalistas, adorei! 
Apesar de me terem abandonado ahah, juntei-me logo a outro grupo que era basicamente só raparigas mais novas do que eu e digamos que elas ainda estão assim naquela fase em que apanhar uma granda sarda é que é fixe, independentemente das figuras ridículas que possam fazer, que interessa isso? O que interessa é a diversão...
Não digo que não se possa apanhar uma sarda, mas, quanto a mim, é preciso saber apanhá-la, porque ao contrário do que alguns possam pensar, ficar bêbabo não é chegar a um ponto em que não temos noção do que fazemos tal e qual como também não precisamos de ficar nestes estados para nos divertirmos... Ok. Vocês agora vão dizer que estão a ter conversa de mamã, mas nada disso! Eu também gosto de beber, não digo que não, ainda ontem bebi, apenas nunca apanhei uma sarda ao ponto de perder o controlo sobre as minhas ações, aliás eu acho que nunca fiquei bêbada, yah com 18 anos nunca tive essa sensação de adrenalina, mas acho que isso se deve também um pouco ao facto de ter um pouco de tolerância em relação ao álcool, além disso eu tenho uma pequena noção do que aguento e nunca quis ultrapassar esse "risco", talvez um dia o faça... :P
Mas whatever. Ontem na festa eu vi raparigas de 14 anos completamente apanhadas, aquilo, sinceramente, não era nada! Houve lá 2 gajas que se puseram aos beijos ali no meio da rua e depois no fim, quando se juntaram ao grupo onde eu estava, uma delas estava "aflita" com o medo dos rapazes se lembrarem de tudo mais tarde e eu aí virei-me e disse "Achas mesmo que não se vão lembrar? Já vi gajas a ficar com fama de putas com muito menos!". Really, ás vezes, ou sou eu que não sou normal, ou então não sei, eu simplesmente não sou do estilo do "ai só nos divertirmos se apanharmos uma granda sarda", tipo... Que merda é esta pah? Que geração é esta? Será assim tão mau passar uma boa noite sem estarmos bêbados?
Vá-se lá entender o pessoal e as "crianças" de hoje em dia...

Sem comentários:

Enviar um comentário