segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Lady Gaga - POR TRÁS DO SUICÍDIO


Durante a nossa vida neste mundo, passamos por diversas situações más e até traumatizantes. Somos diariamente expostos a violências físicas e psicológicas, sendo grande parte dessas, praticadas por pessoas que acreditam que determinado indivíduo não se “encaixa” no padrão social que nos é designado antes mesmo de nascermos.

O bullying pode ser definido como: “Forma de violência que, sendo verbal ou física, acontece de modo repetitivo e persistente, sendo direcionada contra um ou mais colegas, caracterizando-se por atingir os mais fracos de modo a intimidar, humilhar ou maltratar os que são alvos dessas agressões.” E este é um problema recorrente na sociedade atual, principalmente quando falamos no âmbito escolar, onde ocorre a maioria dessas práticas violentas.

Essa violência ocorre de diversas formas e pelos mais diversos motivos, como: características físicas, religião, personalidade, orientação sexual, situação financeira, etc. Apesar de tentar entender o motivo da ocorrência desses atos, nunca será possível entender o que leva determinadas pessoas a agredir, fisicamente e psicologicamente, indivíduos por serem apenas o que eles são.

Diversos artistas já confirmaram que foram vítimas de bullying, incluindo a cantora e atriz Lady Gaga, que já desabafou sobre o assunto diversas vezes desde sua ascensão à fama. Uma dessas vezes ocorreu durante a entrevista "Google Goes Gaga", em 2011:

“Bullying é uma coisa que fica com você para o resto da sua vida. Nunca vai embora realmente. Aí você usa palavras como superstar e mais procurada no Google, bilhões de exibições no YouTube, mas eu nunca fui vencedora, eu sempre fui a perdedora. E isso continua comigo. Se agora eu quero me vingar de alguém? Não, eu só quero fazer música!"

(A partir de 2:10)

Gaga, durante apresentação da “The Monster Ball Tour” em 2010, também falou sobre uma das situações pelas quais passou na época em que sofreu bullying:

“Eu geralmente era vítima de muito bullying na escola. Eu estava pensando esses dias sobre coisas que me aconteceram e eu me lembro de uma vez que fui jogada na lata de lixo. Eu fui numa pizzaria na esquina e, sabe, era para ser uma piada, mas esses caras, esses meus 'amigos', eles também eram amigos de umas garotas que já não gostavam muito de mim, então eles disseram: ' Vamos te colocar no lixo que é onde você merece ficar!' Então eles me seguraram pela saia e me colocaram na lata de lixo. Eu me lembro de estar olhando para eles e tentando rir, para agir como se aquilo não me incomodasse, porque eu não queria mostrar nenhum sinal de fraqueza, quando na verdade eu estava segurando as lágrimas tão forte, porque eu estava envergonhada por estar numa lata de lixo. Então, eu só quero dizer a vocês que eu sou a prova viva de que se qualquer um te colocar na porra de uma lata de lixo, você pode sair de lá!”


É impossível não se ficar tocado com as palavras ditas por Gaga. A violência, que ela e milhões de crianças e jovens sofrem todos os dias, é real e deixa cicatrizes profundas para toda a vida. Esse tipo de experiência é extremamente cruel e traumática, são situações ás quais nenhum indivíduo deveria ser submetido, principalmente crianças e jovens, que ainda estão a descobrir sua identidade e a aprender a lidar com as adversidades da vida.

Esse é um dos motivos responsáveis por levar milhares de vítimas a abdicarem da própria vida. O crescimento do número de suicídios é notável. No mundo, de acordo com estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), no ano de 2014, 800 mil pessoas cometem suicídio, ou seja, aproximadamente, uma pessoa a cada quarenta segundos. No Brasil, o oitavo país com mais números de suicídios, somam-se 11,8 mil casos no ano de 2012. Esses números alertam-nos para a gravidade da situação em que o mundo se encontra atualmente.

Para os Little Monsters o suicídio é um assunto que, infelizmente, os rodeia. Diversos casos de fãs vítimas de bullying e suicídio tornaram-se públicos. Uma das mais emocionantes homenagens já feitas por Lady Gaga aconteceu durante o “iHeart Festival” de 2011, no qual, Gaga dedicou a música "Hair" a um fã, Jamey Rodemeyer de 14 anos, que depois de passar muito tempo a sofrer bullying, infelizmente, decidiu desistir. Essa homenagem tocou - e toca até hoje - o coração de todos os Little Monsters pelo mundo fora, é impossível não se ficar arrepiado e emocionar-se do começo ao fim da música. Também é impossível não lamentar pela morte de um que, mesmo sendo tão jovem, sofreu tamanha violência.


Outro caso, bastante notório, foi o de um fã brasileiro que publicou uma despedida na rede social “Little Monsters” e Gaga, sempre muito presente na vida dos fãs, comentou a publicação e impediu que o fã se suicidasse, no comentário, ela escreveu: “Não. Não. Não. Não se atreva! Olhe para esse lindo rosto. Toda a tristeza pode mudar, mas você tem que trabalhar nisso. Fale com aqueles que te apoiam e fique com a gente nesse site. Nós PRECISAMOS de você. Eu preciso de você. Sem você, eu iria perder uma parte do meu coração. Eu te amo, bebê ‘Monster’. Algumas pessoas não tem compaixão, não se sinta mal, se sinta mal por eles.”

Um facto bastante importante e que deve ser lembrado por todas as pessoas que estão numa situação difícil e que pensam no suicídio como a melhor saída é: vocês nunca estão sozinhos. Por mais difícil que seja acreditar nisso, saibam que sempre haverá alguém, amigo ou familiar, disposto a ajudar e dar o apoio necessário para que possas continuar seguindo adiante.

A vida é o dom mais especial e poderoso do mundo. Todos nós, sem exceção, merecemos desfrutar desse dom, mesmo que às vezes pareça impossível tal feito. Todos possuem o direito à vida, ninguém e nada pode privar outro ser do prazer a esse direito universal. Quando o caminho parecer muito difícil, lembra-te que, não importa a gravidade da situação, cada indivíduo tem a força necessária para passar por todos os obstáculos que, por ventura, apareçam. Entretanto, não é necessário passar por eles sozinho, pede ajuda, sempre que achares que não podes sozinho, alguém ficará feliz em andar junto contigo.

Por fim, tenta ao máximo não te importares com críticas e pressões impostas pelas pessoas que te rodeiam. Somos diferentes, isto nunca mudará. Aceita a tua diferença, abraça o teu verdadeiro eu, ama-te acima de tudo. Nunca te escondas, nunca desistas. Faz com que todas as frustrações, críticas e atos violentos se transformem em lições para que te tornes cada vez mais forte. Preconceitos nunca serão superiores ao amor próprio e à confiança.

Reconheces um pedido de ajuda??



Tentei adaptar ao máximo para o português de Portugal, mas pode ter-me escapado algo, por isso se isso tiver acontecido peço desculpa. 
Aproveito para vos dizer que já estou a preparar o Post Surpresa que, em principio, irá ser publicado quinta-feira, caso não haja contratempos. Dou-vos uma pista: vai ter a participação especial de um amigo meu do blogger! (Aliás foi ele que me passou o site de onde copiei o post...)

1 comentário:

  1. Do you need free Twitter Followers?
    Did you know that you can get them ON AUTO-PILOT AND TOTALLY FOR FREE by registering on Like 4 Like?

    ResponderEliminar