quinta-feira, 17 de março de 2016

Estejas onde estiveres


Se estivesses cá farias hoje 83 anos... Faz-me tanta confusão não te poder ligar a desejar-te os parabéns, não te poder abraçar neste dia, não poder ouvir a tua voz. Causa-me uma enorme tristeza nunca mais poder partilhar contigo as felicidades deste dia. Não poder ligar-te de manhã, ouvir a tua voz. Não poder chegar a tua casa e dar-te um abraço bem grande.
Tenho saudades tuas. Tenho saudades dos teus abraços calorosos. Do teu olhar meio. Do teu sorriso. Do teu rir. Da tua voz. Enfim... Tenho saudades de tudo aquilo que tu eras (e vais sempre ser)! Sei que não ias querer ver-me triste. Mas eu juro que é quase impossível não ficar triste neste dia em que devias de estar aqui ao meu lado. Neste dia em que quem apagava as velas não eras tu mas sim as tuas netas. Tenho saudades de tudo o que fazia contigo.
Sabes bem quem és e o que significas para mim. Ficou tanta coisa por dizer. Tanta coisa por fazer. Tantos aniversários por celebrar. Ao perder-te e ao perceber que nunca mais iria passar este dia contigo, parte do meu coração fica vazio. Sinto um vazio enorme por não ter a capacidade de poder falar contigo. 
Passei o dia a pensar em ti. Liguei-te. Mas tu não atendes-te. Voltei a insistir. Voltas-te a não atender. Os meus olhos encheram-se de lágrimas. Como é possível? A vida não é justa! Devias de estar aqui. Desvias de atender o telemóvel para eu te poder felicitar por mais um ano. Eu devia de poder abraçar-te. Trago-te no peito sempre, mas hoje mais do que nunca desde que te perdi senti aquele aperto, aquele vazio. Vazio esse impossível de preencher.
Hoje devias de fazer mais um ano. Mas não fazes. Hoje era o teu dia! Como não tenho o poder de te trazer de volta. Como é impossível poder falar-te. Poder abraçar-te. Desejo-te um Feliz Aniversário, onde quer que estejas, espero que estejas a divertir-te!
Da tua "salta-pucinhas" com eterna saudade,
Beijão meu avôzinho mais querido!

Sem comentários:

Enviar um comentário